Senhor ministro: Basta de hipocrisia e demagogia!

 A 𝐀𝐬𝐬𝐨𝐜𝐢𝐚çã𝐨 𝐒𝐢𝐧𝐝𝐢𝐜𝐚𝐥 𝐝𝐨𝐬 𝐏𝐫𝐨𝐟𝐢𝐬𝐬𝐢𝐨𝐧𝐚𝐢𝐬 𝐝𝐚 𝐏𝐨𝐥í𝐜𝐢𝐚 (𝐀𝐒𝐏𝐏/𝐏𝐒𝐏) esteve presente ontem no aniversário da Escola Prática da Polícia (EPP) e ouviu o demagógico discurso do ministro da Administração Interna no local.

O ministro da Administração Interna, relembrou quatro objetivos principais;

☑️ Melhores condições remuneratórias

☑️ Dignificação das condições de trabalho e modernização

☑️ Melhorar condições de vida

☑️ Rejuvenescimento das Forças de Segurança

Sr. ministro, basta de hipocrisia e demagogia.

Os polícias sabem bem as dificuldades remuneratórias que estão a atravessar, sabem bem as más condições de trabalho a que estão sujeitos, sabem bem as dificuldades com que se confrontam nas suas vidas. O efetivo está envelhecido, desgastado e desmotivado, e sabe bem do seu empenho, ou falta dele, na promoção do que apregoa.

Senhor ministro, a pior forma de gerir o ministério da administração interna, é vender mentiras, algumas amparadas pela Direção Nacional da PSP.

O senhor ministro ou está mal assessorado ou não sabe ao que vem enquanto responsável político com o grau de importância que reveste o seu cargo.

Nunca a 𝐀𝐒𝐏𝐏/𝐏𝐒𝐏 se imiscuiu, ou pretende imiscuir, nas questões operacionais, não deixando, no entanto, de salientar o impacto nessas questões, resultantes da desvalorização constante dos polícias, sonegando-lhe reiteradamente direitos fundamentais que obviamente impactam a sua missão primordial, a sua verdadeira razão de ser.

É tempo de encarar a realidade, respeitar os polícias e promover compromissos sérios e efetivos.

# 𝐀𝐒𝐏𝐏/𝐏𝐒𝐏

▶️ Ler declarações do ministro da Administração Interna à Agência Lusa, ontem, no 56.º aniversário da EPP: 👇

MAI considera que sindicatos da PSP não têm competência para falarem sobre questões operacionais

«O ministro da Administração Interna considerou hoje “inapropriadas” as declarações da Associação Sindical dos Profissionais de Polícia sobre a reestruturação do SEF, sustentando que “não é competência dos sindicatos pronunciarem-se sobre questões operacionais”.

“Não me quero pronunciar sobre declarações que julgue serem inapropriadas, não é competência dos sindicatos pronunciarem-se sobre questões operacionais, essa é uma competência da direção nacional da Polícia de Segurança Pública”, disse aos jornalistas José Luís Carneiro no final da cerimónia do 56.º aniversário da Escola Prática de Polícia, em Torres Novas, no distrito da Santarém.

O ministro foi questionado sobre o comunicado emitido pela Associação Sindical dos Profissionais de Polícia (ASPP/PSP), na semana passada, em que alertou para “a gravíssima situação” que a divisão de segurança aeroportuária da PSP no Aeroporto de Lisboa está a passar devido à restruturação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Para a ASPP, “o processo de reestruturação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) e a atribuição das competências à PSP terá de ser acompanhada dos recursos necessários”, pois “a situação está no limite.»

https://24.sapo.pt/atualidade/artigos/mai-considera-que-sindicatos-da-psp-nao-tem-competencia-para-falarem-sobre-questoes-operacionais

 

Comunicado PDF