๐Ÿ”ต O orgulho em sermos polรญcias e o altruรญsmo com que nos dedicamos em ajudar os outros por vezes tolda-nos a perceรงรฃo do quanto temos sido prejudicados.
Vรกrios governos insistem em nรฃo cumprir com a lei no caso da gestรฃo da passagem ร  prรฉ-aposentaรงรฃo, fazendo outras leis para se sobrepor ร quela.
Surgem inclusive rumores da possibilidade de acabar com a mesma e atรฉ aumentar a idade da aposentaรงรฃo.
Tira-se uma folga a um polรญcia pagando-lhe โ‚ฌ27,50 (โ‚ฌ6,88/hora).
Sรฃo apenas alguns exemplos do largo espectro da nossa triste realidade.
Temos mais deveres e menos direitos que os outros cidadรฃos.
Apesar de mais deveres, temos direito ร  dignidade. Temos direito e o dever de lutar por ela. Nรฃo podemos permitir que nos paguem um valor “๐ฅ๐จ๐ฐ ๐œ๐จ๐ฌ๐ญ” mas que nos peรงam para correr para de onde os outros fogem.
Nรฃo podemos permanecer resignados. Temos que lutar por melhores condiรงรตes sรณcios profissionais. A melhoria da atratividade da carreira tem como fator essencial a revisรฃo da tabela salarial e sรณ ela pode aumentar o nรบmero de candidatos para esta nobre profissรฃo e tambรฉm para motivar aqueles que cรก andam e que tem levado esta Polรญcia em ombros, independentemente da sua funรงรฃo.
Deixo aqui um apelo sincero para que, desprovido de outros interesses que nรฃo seja o do interesse comum, que participes na escolha das medidas de luta a tomar.
Queremos uma Polรญcia melhor e queremos o melhor para os Polรญcias.
ร‰ possรญvel, com a participaรงรฃo de ๐“๐Ž๐ƒ๐Ž๐’! A tua opiniรฃo รฉ vรกlida e importante.
Clica na hiperligaรงรฃo e participa!