Foi já anunciada a composição do novo governo, talvez antes do tempo do anúncio formal, mas há coisas que se pagam!
No MAI, vai ficar José Luis Carneiro a quem desde já envio votos de muito sucesso, e que esse sucesso passe pela resolução dos problemas que se perpetuam na PSP.
Sabemos bem que a pessoa que assume o MAI por norma fica “marcada”, dado tratar-se de um ministério pesado. Sabemos também que o peso que o Ministério das Finanças possui nos governos, tem sido determinante na continuidade dos problemas, como tal, e como sempre o dizemos, mais importante que a pessoa que vai assumir o cargo de MAI, será a linha política do governo nos próximos anos.
“? ????/??? ?????á ?????? ??? ??? ?? ??á????, ?? ????????, ??? ?????? ?? ???? …”
Uma coisa sei, com políticas do passado tudo ficará igual ou pior, como tal, seria importante que o MAI ouvisse a ASPP/PSP e aceitasse algumas das propostas para ultrapassar os desafios que se apresentam.
A carreira de polícia está pouco atrativa, o efetivo está envelhecido, a impunidade parece reinar, o estatuto profissional está rebaixado, os polícias estão desmotivados e a trabalhar contra a vontade, a exigência aumenta, a prepotência reapareceu.
Este é o quadro que se arrasta há muito e não acredito que o novo MAI pretenda continuar com esta realidade e é aqui que a ASPP/PSP poderá ajudar… por via do diálogo, da proposta, mas sempre na luta…
? Crónicas assinadas pelo presidente da ????/???, Paulo Santos, no jornal “Correio da Manhã”.