CM 

Respeito e justiça

Vai-nos valendo o reconhecimento da população em geral.

Foi um fim de semana em cheio em Portugal. Como referiu o Presidente da República, quando somos bons, somos os melhores. Por vezes esquecemo-nos de que, para que uns possam festejar, outros têm de trabalhar, e foi o que aconteceu com polícias, bombeiros, proteção civil, entre outros.

Realçamos o trabalho do Corpo de Segurança Pessoal da PSP na segurança ao Papa, que esteve ao nível a que já nos habituou. Felicitam-se os polícias de serviço na festa do título do Benfica que, tendo-lhes sido retirada a folga, e trabalhando a custo zero para o evento, salvo exceções, permitiram os festejos de todos os que estiveram no Marquês. Apesar da necessidade de corrigir alguns lapsos em relação a quem esteve no terreno, o empenho foi total.

Por vezes, pequenos gestos de compreensão, respeito e justiça, da parte da hierarquia, bastam para motivar os polícias. Algo que devia ser prioritário para os responsáveis da PSP. A função que exercemos não é fácil, por vezes desvalorizada. Vai-nos valendo o reconhecimento por parte da população em geral, em contraponto com as parcas condições a que estamos sujeitos.

Provou-se, mais uma vez, que Portugal também é o melhor em matéria de segurança.

 

 Paulo Rodrigues, Presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia