logo

INFORMAÇÃO

Nota de esclarecimento


22 de Maio de 2018

Sobre as conclusões do estudo realizado pelo colega Manuel Morais, da PSP, que também é dirigente da ASPP/PSP, convém esclarecer o seguinte:

1 - O estudo realizado pelo nosso colega e dirigente da ASPP/PSP é no âmbito dos seus estudos superiores ao qual a ASPP/PSP é totalmente alheia;

2 - As conclusões do trabalho são resultado dos inquéritos feitos no ano de 2012, no âmbito das Forças e Serviços de Segurança e em momento algum especifica exclusivamente a PSP, mas antes debruça-se sobre respostas dadas pelos vários Profissionais das Forças e Serviços de Segurança;

3 - Os Polícias não têm de ter reservas em relação aos resultados dos estudos. Até porque por diversas vezes foram publicados estudos com resultados que não correspondiam à verdade (ainda recentemente sobre o alcoolismo) e que, inteligentemente, soubemos contrariar com atitudes e posturas à altura da nossa dignidade como Profissionais de Polícia;

4- Lamentamos sim o aproveitamento para atingir a ASPP/PSP a todo o custo. Alguns, sem lerem o estudo, sem o analisarem e até sem o conhecerem, e por isso unicamente com objetivos de conflitualidade sindical interna, ficam indignados com as conclusões do estudo, mas fazem comentários públicos para denegrir a imagem e credibilidade da polícia e dos polícias.

A ASPP/PSP está, como sempre esteve e sempre estará, apesar das várias tentativas para o impedir, empenhada em apoiar e defender os direitos dos Polícias.

A DIREÇÃO DA ASPP/PSP